quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Presença em minhas costas

Derrepente chega a hora que você percebe e tudo escorre entre os dedos tão rápido como um beijo.
E amo tanto que dói.
Amo que basta não preciso mais de nada.
É pra sempre , pra vida inteira.
E seguro pra não sair correndo atrás quando me deixa.
É triste
Vai uma parte minha
É dificíl dizer o que estou sentindo
Deveria ser mais facil essas coisas de amor
Porque gostamos tanto de uma pessoa assim
Que sem ela não conseguimos respirar
Me sinto fraca
Mas tudo é tão bonito
Quando você esta aqui comigo
Tudo tão facíl
Gostoso de viver
Preciso de suas mãos me contornando
Seus pés para dançar
Preciso de você todo para me acomodar
Desculpa! ainda não consegui me acostumar com a sua partida.
Depois de um ano
Ainda me sinto no primeiro dia que me deixou
Aquela angústia
E agora estou sozinha aqui na sala
E tudo o que esta nela é mais sozinho ainda
Me sinto presa a um sentimento que nunca vai sair daqui
E os dias passam parecendo sempre os mesmos
Eu sou a mesma
Mas já estou sem forças
Sabe?

Nenhum comentário:

Postar um comentário