Postagens

Cimento fresco

Imagem
Estou aqui esta noite                   Presa em um ciclo sem fim                   Presa em mim                   Procurando mover, desaparecer                   Rastros, pedras, lilás                   Fome de quê?                   Salva-me, salva-me                   Segura minha mão                   Pensa em mim                   Fale                    Desarme                   Fora de mim é tudo verdade?                   Eu estou tentando                   Procurando                   Isto talvez me deixa indefesa                   As coisas se esfarelam                   Eu jogo e sempre caiu                   Me leve para fora e me mostre o que há de bom dentro de mim                   Eu não consigo sozinha                   Desapareço                   Lama, mão, agudo                   Me solte, não                   Talvez eu quebre                   Talvez eu me perca novamente                   E desapareço                   Ser invisível é bonito, …

Procura-se

O que está acontecendo?
Como pude fazer isso...?
Como pude não fazer isso?
Porque me deixei levar pela normalidade e não mergulhei-me mais.
Esses eventos diários me desajustam, me enterram abaixo de amálgamas dessa superficialidade online.
Como pude fazer isso comigo...deixar de escrever.
Debruçar-me sobre mim em palavras era a única coisa que me salvava. Mas fui engolida pelo que mais temia, a rotina, o esquecimento, a superfície.  Eu me sabotei por esses anos que não me escrevi. Eu me sabotei na vida. O medo de ser *extra tornou-me *ordinária.
Essa vereda parece que não tem volta.
Meus amigos daqui sumiram, ninguém mais escreve, agora postam foto.
Porque me deixei levar?
Porque me subestimei tanto a ponto de abandonar-me?
Volto agora com fome de palavras, pois o amor já não existe mais, a admiração tão pouco.
É necessário ser quase santa para ser amada
É necessário ser muito boa para ser amada
E olhe lá...!
Eu não sou santa!Eu existo e estou aqui para provar isso para mim!
Como pu…
Imagem
Quando cada gota de suor escorre por entre os fios de cabelo, te lembrando que ainda sente tudo, sua pele que ainda sente depois de tudo adormecido, depois de não se lembrar de tudo... E o cabelo enroscado no braço, fazia um nó de desatino. A pele seca raspando entre o resto, o suor aparecia de intruso hidratando os poros desabitados, tudo seco, raspando tudo.
Era sim lembrado os músculos que movia, a dor era absoluta e o suor...frio, olhava diretamente para alguma coisa que não estava ali, mas queria que estivesse. Tudo era maior, flutuando sobre os olhos. Dançando levantei, os cabelos eram um ninho só, o que via era só uma luz refletindo uma beleza sem fim.
Mar de suor salgado, que me secara, usara e me deixara estirada no chão, como alga perdida longe de casa e de longe fui me encaixando entre o quadris, me fazendo caminhar, fincando os passos indo em sua direção. Brigamos novamente, foi uma luta corporal férrea, mas ele consegue me derrubar sempre, me dando curvas, ol…

Forte

Imagem

Outro

Imagem
Olhando seu corpo nú, oferecendo-me um pedaço de sua carne
Cada volta, curva que sinto...seus músculos pulsantes vorazes.
É frustante
Só vê-lo
Fitando-te decoro cada fissura de pele, pintas, cicatrizes para que em minha mente você possa para sempre viver. Cada célula.
Eu dançando sozinha, fingindo estar com você parece até exitação...mas tudo esta mais forte do que nunca.
Tudo está certo agora. Precisamos nos separar sempre para que possamos nos esculpir um com
a forma do outro...para que mais tarde possamos nos encaixar perfeitamente e nada irá nos desvensilhar.
Mas não chore agora, suas lágrimas só servirão de agônia para os desesperados por minha proteção, e isso de nada irá adiantar.
Ficarei estirada, com minha cabeça bem longe comendo uma maçã...maçã me acalma!
E minha cabeça aí. Longe.
Imagino tudo como nós imaginamos.
Mas agora as coisas estão mais perto e tudo chegará com mais fervor.



Aqui estou eu esperando você de novo....cada centímetro de você!






À espera

Imagem
Meus pensamentos voam à te encontrar. Fiz disso uma verdade absoluta para satisfazer às vezes que me sinto eu. Quando deito sinto suas mãos em minhas costas, me confortanto e por alguns instantes entro no jogo de mentiras que minha consciência me prega. Se isso não for maldade acho que não tenho mais o controle da minha mente. Ela me faz sentir coisas que só sinto quando estou com você. Tudo piora quando durmo, você se apodera do meu sonho e tudo é tão real que posso até sentir o seu gosto em minha pele. Eu penso em suas mãos à todo momento e o que mais me atormenta é o seu toque que faz de mim o que quer. Tenho sede da sua boca e fome do seu corpo. Estou enlouquecendo com você fora de mim, só ouvir sua voz não basta.
Porque nos tornamos tão dependentes de uma pessoa ? à ponto de sentirmos sua presença, seu cheiro, seu toque...

Não me escape

Imagem
Tenha calma
Não deixe tudo escapar assim, como se um vento soprasse forte e tudo se espalhasse
Sem direção
Tudo vai FICAR BEM
Eu estou aqui
Curtindo minha falta absoluta de você
E o  meu coração?
Esquece
Deixe tudo ferver
Faça tudo pulsar
Não falhe
Não se despreze, por favor
Você é o meu lado bom
Mas deixaremos tudo acontecer
Deixe tudo de fogo
Faça a respiração aumentar
E NÃO me deixe cair
E o seu como está?
Posso senti-lo daqui
Me faça brilhar em sua mãos
E seus olhos brilham juntos
É tão pequenino
Me faz sentir tão forte e cheio de vida

NÃO me esqueça
Nem me deixe
Porque estarei te esperando
Até ele parar de bater
E até depois disto
E tudo é meu
E tudo é seu

Faça tudo virar ouro
Me faça feliz
Porque ele está em minha mãos
Isso é perigosamente bom
Eu sinto sua presença no meu quarto toda noite
E isto está me deixando louca

Jogue tudo pra cima
Me faça cuidar de você
Não faça com que perdemos toda essa poesia
Em nossos olhos
Eu estou aqui
Tudo vai FICAR BEM

Só não me faça perder o co…