sexta-feira, 3 de junho de 2011

Diário


Primeiro me deixa encarar essas goladas de vida e eu sinto elas evaporarem de mim bem rápido.
O que é a vida de uma Luisiana sem a espera...cá estou!
Eu sei que ele irá voltar, mas é como se estivesse faltando alguma parte do meu corpo. Sou metade, e o resto que se foi com ele não me preocupa mais.
E é assim que estou. Sem vontade de lavar os cabelos,de me curvar ao sentar na cadeira. Sem vontade de me ver nua.
Onde agora?
Ele me disse que irá me amar para sempre!.Acho engraçado a palavra "sempre" , é dificíl de bota-la em prática, porque até a minha idade muda todo ano. E é exatamante isso que me destrói. O tempo apodrece a gente, nos vira do avesso e só vamos perceber isso acontecer quando perdemos algo.

Luisiana

Nenhum comentário:

Postar um comentário