domingo, 24 de maio de 2009

Pai

Ainda hoje lembro do jeito que cantava pra eu dormir. Da sua inoscência, da sua mágica, dos seus valores, dos seus temores, da sua humildade, do seu medo.Do seu jeito de dançar,de fazer graça, de me fazer rir, de me fazer chorar , das cócegas obrigatórias que você tem que suportar de mim, dos pagodes em viola que eu sou abrigada a suportar de você, do seu carácter, da sua simplicidade, da obrigação de me tornar cidadã, do medo de me perder pra outros, d'eu me apaixonar por outro que não seja você,e pode ter certeza que eu tenho o mesmo medo, da sua força, da sua timidez.Da sua gaguera, da sua careca, dos seus fios brancos, dos seus músculos, do jeito que respira fundo, às vezes ouço o barulho sem estar lá, das preocupações.O homem mais carinhoso que conheço, o mais bondoso, o melhor desenhista do mundo, o melhor pra se brincar de luta, o único que me abraça com amor, e não com tesão. Do seu jeito de me pedir as coisas, de me pedir desculpas,de ficar bravo , de ficar puto, o jeito de chingar no trânsito que me faz rir, a sua vontade de aprender que me faz o admirar ainda mais, sua paixão pela minha mãe, sua honestidade, lealdade.Tem paixão por tanta coisa.
Da sua fraqueza, dos seus choros, do seu sorriso, do seu olhar de menino , da sua querência, da sua paciência. Do seu braço forte que me aguenta até hoje, da sua voz doce, das brincadeiras na cozinha.
Me faz entender uma coisa...você é a única pessoa por quem eu morreria no lugar.A única por quem eu enfrentaria o leões .Pra te salvar eu não tenho medo de nada.Você me faz pensar, por que ainda estou aqui, por que ainda aguento tudo , e seu aguento é por você. Eu só suporto porque sei que o seu amor é incondicional , é transcedental.E um dia eu lhe darei tudo o que você me dá hoje, o amor.Quero aprender a te amar mais.

De sua filha

2 comentários:

  1. nossa, que linda carta, menina! mas não posso falar umas coisas dessas para o meu. mas tudo bem...
    aqui o e-mail: kitoshirox@gmail.com

    beijos.

    ResponderExcluir
  2. Um dia quero ouvir isso da minha futura filha!

    ResponderExcluir